Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
EN PT






Para cumprimento de dois dos principais objetivos da Aliança – a excelência no processo de aprendizagem e o apoio financeiro aos profissionais-estudantes em situação económica fragilizada em resultado da crise originada pela pandemia - a Aliança institui a atribuição de bolsas de estudo, usando o mérito como critério para a decisão sobre o montante a atribuir a cada estudante.

O modelo de atribuição é aplicado apenas aos estudantes que concluam o curso no decurso da primeira inscrição no mesmo, sem nunca terem reprovado ou suspendido a inscrição, com assiduidade e aprovação em todas as unidades curriculares, nas seguintes condições:

  • os 20 % melhores alunos obterão uma bolsa de valor pecuniário idêntico ao da taxa de frequência anualmente definida (100%);
  • os seguintes 30% melhores alunos obterão uma bolsa de valor pecuniário correspondente a 75% do valor da taxa de frequência anualmente definida;
  • os restantes 50% obterão uma bolsa de valor pecuniário correspondente a 50% do valor da taxa de frequência anualmente definida.
Anualmente, o Coordenador da Aliança avaliará a necessidade de se proceder a ajustes ao modelo geral de atribuição de bolsas, previsto no ponto anterior, em função do número de inscritos, do nº de bolsas atribuídas e do valor de financiamento disponível.

Excecionalmente, por proposta dos coordenadores dos Cursos, e aprovação da Coordenação do Projeto, poderão ser fixados modelos de atribuição diferentes para cursos específicos.